Home
RECEBA A NEWSLETTER
Recomendar a um Amigo
Contactos
Artigos

A importância de boas práticas de higiene no trabalho

Os trabalhadores, no seu ambiente de trabalho, estão sujeitos diariamente a um grande risco de contágio de doenças virais, sejam elas gripes ou simples constipações e por isso é necessário a implementação de boas práticas de higiene no local de trabalho que visem garantir um óptimo nível de saúde físico dos trabalhadores. É prioritário melhorar a consciência cívica relativamente ao papel e importância da Higiene nas empresas. As tarefas de limpeza não são por si só suficientes, pois para se atingirem elevados níveis de Higiene, apenas através das operações de limpeza, seria necessário uma actividade permanente por parte das equipas de manutenção e que esta fosse meticulosa e profunda.
Existem diversos mecanismos que as empresas devem adoptar de forma a alinharem uma estratégia que proteja os seus trabalhadores e que minimize os riscos para a sua saúde, nomeadamente a instalação de sistemas de Higiene que garantam soluções de higiene permanente, como a inserção de dispensadores de sabonete líquido ou a substituição de toalhas de pano ou secadores de ar quente por dispensadores de toalhas de papel.
Muitas pessoas não estão devidamente alertadas para o facto de que uma correcta higiene das mãos tem um papel fundamental na saúde e na redução do risco de propagação de infecções e micróbios. Estima-se que 80% das infecções se propagam através das mãos, quer seja ao tocar em objectos que estão contaminados, quer através do contacto directo entre as pessoas. A higiene das mãos depende de uma limpeza e secagem correctas das mãos. A lavagem com sabonete líquido ajuda a remover os micróbios mais prejudiciais, mas não a sua totalidade. Os micróbios gostam de mãos molhadas ou húmidas, por isso, se nos esquecermos de secar as mãos, os restantes micróbios irão multiplicar-se rapidamente. Ao lavar e secar minuciosamente as mãos, podemos eliminar até 99% de todos os micróbios.
Segundo um estudo recente, publicado por um grupo de investigadores da Universidade de Westminster, os secadores de ar quente, que se encontram em inúmeras casas de banho públicas, podem aumentar significativamente o número de bactérias nas mãos após a lavagem e contaminar os espaços onde estão inseridos. Este mesmo estudo revela que o secador de jacto de ar, que espalha o ar a uma velocidade de 643 km/h, é capaz de expulsar microrganismos das mãos e contaminar os outros utilizadores e a casa de banho em geral, até uma distância de dois metros. As toalhas de papel surgem, assim, como a solução ideal para uma higiene segura.
Com este estudo conclui-se que através medidas simples e eficazes é possível reduzir drasticamente o número de contágios, diminuindo assim as faltas ao trabalho por motivo de doença, o que se traduz num aumento de produtividade para a empresa. É necessário que as empresas entendam que a Higiene no trabalho seja vista como um alicerce para um crescimento da empresa e que encarem os trabalhadores saudáveis como sinónimo de trabalhadores produtivos.

Mª del Pilar Jiménez Gonzalo
Product & Market Manager Iberia- AFH Tissue Europe

Enviar a um Amigo

Nome:

E-mail:

Nome do amigo:

E-mail do amigo:

Observações:

© 2011 Tema Central | Condições de Utilização | webdesign: Design e Forma