Assessment e Coaching, Entrevistas, Formação & Desenvolvimento

“Convenção I HAVE THE POWER” em Nova Iorque

A cidade onde são feitos os sonhos foi o palco inspirador da 32.ª Convenção I HAVE THE POWER, dedicada ao tema “THINK&ACT BIG”, em Nova Iorque, entre 03 e 08 de Outubro. Em entrevista ao RHonline, Adelino Cunha, CEO da Solfut I HAVE THE POWER, referiu que pensar e agir em grande é fundamental para se ter uma equipa alinhada em grandes projetos e em diferentes partes do mundo, de forma a criar-se uma marca global que ajuda pessoas a melhorarem em todo o mundo.

RHonline (RH): A IHTP integrou em 2017, pelo terceiro ano consecutivo, o ranking das empresas mais felizes em Portugal, num estudo coordenado pela Happiness Works. O que é feito diariamente pela felicidade dos colaboradores da empresa?

Adelino Cunha (AC): Em primeiro lugar, os sócios são pessoas felizes pelo que a liderança é feliz. Acredite que isso vai ajudar e muito a que uma empresa seja feliz. Depois, não contratamos pessoas infelizes, ou seja, não queremos pessoas na equipa que tenham uma má atitude pois sabemos que a felicidade depende de cada um e não das circunstâncias. Com uma equipa assim, as ideias divertidas, a criatividade, a boa disposição, estão presentes. É muito complicado ter uma empresa feliz com pessoas infelizes.

RH: O que define uma empresa feliz, e o que a distingue das demais?

AC: A forma de estar das pessoas, o ambiente que se vive nos espaços ocupados, desde a presença em feiras, no trabalho do dia-a-dia, nas relações entre colegas, enfim, em tudo o que se faz. Uma empresa assim é diferente desde o atendimento até à liderança.

RH: Em 2016, o Adelino foi distinguido como “Happy Boss”. Que caminho é preciso percorrer para se ser um chefe feliz?

AC: Ser feliz, comunicar dessa forma, agir sem ter demasiado medo das opiniões dos “velhos do restelo”, sonhar, sonhar, sonhar e sonhar com um futuro brilhante para nós e para os que estão connosco e para o mundo.

RH: Como se transformam os sonhos em realidade?

AC: Isso daria um curso e muitos livros. Começo por recomendar um livro espetacular que se chama Rumo à Terra dos Sonhos, escrito por uma pessoa maravilhosa que é meu amigo há 54 anos, e que explica como fazer.
Resumidamente, podemos converter sonhos em realidade em quatro passos: saber o que se quer; comprometer-se em fazer acontecer; trabalhar; e avaliar o progresso continuamente.
Melhorando continuamente é possível realizar sonhos. Para garantir que acontece com frequência convém distinguir sonhos de desejos e de ilusões, mas isso terão de ir a um dos nossos cursos. Vão adorar saber como se faz.

42

RH: Qual é a premissa da Convenção I HAVE THE POWER?

AC: Uma convenção é um evento trimestral que tem como objetivos avaliar o percurso do trimestre passado, identificar melhorias a realizar e projetar o futuro próximo e alinhar com a visão.
Além disso, é um momento fantástico de partilha entre a nossa equipa e os nossos clientes mais ligados à marca, uma oportunidade de as pessoas se conhecerem melhor pois envolve também as famílias e assim fortalece o espírito de grupo.
Dadas as palestras que se escutam é um evento único, muito rico em conteúdo e aprendizagem que fortalece quem está presente.

56

RH: O mote da 32.ª edição foi “THINK&ACT BIG”. Porquê a escolha deste tema e que assuntos foram abordados?

AC: A liderança tem de ser provocadora e a nossa marca quer e vai ser um player global muito importante neste sonho de construir a partir de Portugal uma marca de treino para o êxito. Pensar e agir em grande é fundamental neste desígnio e queremos ter uma equipa alinhada em grandes projetos, em trabalharmos em diferentes partes do mundo, em sermos uma marca global que ajuda pessoas a melhorarem em qualquer canto da Terra. O mundo precisa disso e podemos contribuir para essa visão magnífica.
Daí escolhermos um tema destes, irmos para um local que é o centro do mundo e termos oradores fantásticos que deram dicas fundamentais para quem quer construir vidas e empresas de sucesso.
Tivemos connosco John e Kathleen La Valle, que são os braços direitos do Dr. Richard Bandler, cocriador da PNL, e que com a relação que temos há anos imediatamente se disponibilizaram em participar e nos mostrar como fazem para gerir uma marca e um projeto global.

73

RH: Como analisa a evolução da Programação Neurolinguística em Portugal, em comparação com a realidade global, durante os 20 anos de existência da Solfut I HAVE THE POWER?

AC: Está mesmo muito diferente. Hoje as pessoas sabem mais sobre PNL, começam a distinguir as diferentes escolas e tendências dentro da PNL, pois há quem tenha uma vertente muito zen, outros mais pragmáticos, outros mais orientados para as empresas. Há uma consciência maior da possibilidade de trabalho conjunto com psicólogos e psiquiatras, que até têm formação connosco para somarem as ferramentas de PNL às metodologias e técnicas que aplicam.
Nas universidades já temos auditórios cheios de interessados e há uns anos atrás tínhamos dois ou três numa sala.
Hoje percebe-se melhor que as ferramentas de PNL não roubam espaço a ninguém, pelo contrário, ajudam a ensinar as pessoas a melhorarem nos seus processos de aprendizagem e de interação com o mundo, num ambiente extremamente exigente como é o atual.

RH: Como olha para a Liderança atualmente?

AC: Acho que uma família, uma empresa, um país sem boas lideranças, são como barcos à deriva. Precisamos de melhorar a qualidade de quem lidera e nesse sentido criámos uma Certificação de Liderança, para ensinar mais os líderes e as empresas onde trabalham a criarem ambientes de alto desempenho e felicidade nas suas equipas. Há mesmo muito a fazer.

RH: O que podemos esperar do futuro?

AC: Acredito num futuro maravilhoso mesmo que aqui e ali possamos ter desafios e problemas graves para resolver a nível global. Poderemos ter mais guerras em alguns locais do mundo, mas para evitar isso temos de ter melhores pessoas.
Acredito nos jovens e sei que desejam o melhor para si e para o mundo, mas muitas vezes não são compreendidos e são mal educados e mal treinados nas famílias e nas escolas. Se apostarmos nas pessoas o mundo melhora, pois tudo de importante é feito por pessoas.

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – setembro/outubro n.º 175

    O tema de capa da mais recente edição da revista Pessoal dá conta de uma trilogia de peso na gestão de pessoas: apps, gaming e data. As práticas de gestão de Recursos Humanos desenvolvem-se em contextos onde ferramentas como gamification, data analytics e people management apps podem ser usadas para reforçar e gerir as competências…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv