Assessment e Coaching

E para mudar a minha vida só preciso de ter wifi, um tablet ou smartphone…

Com a transformação digital a acontecer a olhos vistos, percebemos que a forma de comunicar, de consumir, de tomar decisões, de trabalhar, de liderar, de viver a vida e os nossos talentos aparecem com uma dinâmica diferente que assenta na possibilidade infinita de reunir gigas de informação e avançar com mais e mais rapidez.
A transformação digital requer realmente uma adaptação a novas formas de pensar e agir. Há novos comportamentos a emergir e também novas competências requeridas. Se a tudo isto somarmos o excesso de estimulação a que estamos sujeitos, compreendemos, com facilidade, que funcionalidade o coaching vem satisfazer neste admirável mundo novo.
O coaching está aí e continuará aí… como a forma mais personalizada de cada um (pessoa ou grupo) acelerar o seu caminho para a excelência. Neste caminho, a tecnologia encurta distâncias, aumenta a nossa acessibilidade online a um coach 24 horas por dia, na língua que entendermos como a melhor e a partir de qualquer sítio do mundo!
Na nossa empresa fomos percebendo que a vivência da tecnologia feita através da interação com jogos, webinares, facebook, streaming etc., nos últimos anos, a par e passo com a evolução tecnológica em si, permitiu a cada um conseguir interagir virtualmente com mais facilidade com alguém que está do outro lado do ecrã, e nesta interação sentir que pode confiar. A necessidade de ter a pessoa à nossa frente, cara a cara, passou para segundo plano, face à necessidade premente de ter alguém, certificado e com refrescamento contínuo, com quem possamos ter uma conversa que permite a preparação e o avançar para um objetivo desejado.
Na verdade, cada vez mais as pessoas que precisam de desenvolver competências requeridas por este mundo digital, precisam de: um growth mindset, gerir equipas virtuais, saber trabalhar colaborativamente em contextos encharcados de diversidade, curiosity & insights bem afinadinhos. Mas também precisam de apoio no desenvolvimento das competências do costume, as que nos ajudam a sermos francamente humanos: empatia, consciência e gestão das emoções, liderança, accountability, capacidade de lidar com indefinições. Neste “precisar”, o recurso a um serviço, que funciona em formatos SOS e schedulling online, é muito importante ser disponibilizado pelas empresas aos seus colaboradores.
O que temos percebido, e nos tem surpreendido, dito pela voz de vários dos nossos utilizadores: “O que gosto no call coaching é que não me sinto observado, a experiência além de gratificante, em si mesma, permite-me falar com mais liberdade”; “O saber que tenho um pack de horas para um ‘quick shot’ de coaching tranquiliza-me e estimula-me”; “Pensei que ia ser difícil porque não conheço pessoalmente a pessoa!”; “Quando estou em trânsito num aeroporto é-me mais fácil ter a minha sessão de coaching”; “A distância facilitou imenso o meu processo”; “O saber que tinha uma coisa difícil para enfrentar e ter alguém com quem falar logo ali e debaixo de confidencialidade total é precioso”; “Quando não tenho tempo para os meus colaboradores já não me sinto tão mal e tão pressionado pois sei que no imediato há ali um coach online disponível para eles. É só eu solicitar o serviço e reencaminhar”.

Por: Sofia Calheiros, partner da Sofia Calheiros & Associates

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Aprender Magazine

Revista Pessoal

  • REVISTA PESSOAL – JULHO/ AGOSTO N.º 174

    Na economia digital e tecnológica da qual, obrigatoriamente, fazemos parte, e independentemente do tipo de funções e responsabilidades que desempenhamos, as chamadas soft skills – ou competências pessoais – constituem mecanismos fundamentais para melhorar o desempenho profissional em contexto de equipa e de mobilização para a ação, uma vez que falamos de competências que potenciam…

Sondagem/Quiz RH

Liderança e Amor terão alguma coisa em comum?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Colecção Find Out

RHtv