Assessment e Coaching, Formação & Desenvolvimento

Os sete fundamentos do Coaching de Equipas

A razão da falta de produtividade, foco, assertividade e rentabilidade das equipas não reside, essencialmente, na ausência de capacidades técnicas dos seus membros. De facto, as hard skills são a componente mais simples de identificar e desenvolver.

A raiz principal da falta de performance de uma equipa está na incapacidade para gerir conflitos, nos sentimentos de insegurança das pessoas, no medo de errar, na baixa-auto-estima, na desidentificação com o objetivo, na falta de assertividade, de pró-atividade, de compromisso, de inteligência emocional, de adaptação, de criatividade, na baixa qualidade das inter-relações, na incapacidade para gerir a frustração, no medo da incerteza e na incapacidade para refletir e criar melhoria contínua.

Sabendo isto, os líderes mais atentos começam a usar abordagens de coaching para o improvement das suas equipas. Tal, significa aplicar a essência do processo de coaching que envolve:

  1. Análise da situação atual;
  2. Identificação do que está a impedir a equipa de alcançar os objetivos;
  3. Trabalhar e ultrapassar os bloqueios, os comportamentos improdutivos e as crenças limitativas;
  4. Definir os objetivos e out-puts para a “nova” equipa, que resultará desta análise aprofundada;
  5. Definir o plano de ação que permite ir do ponto inicial em que a equipa se encontra até ao ponto de concretização desejado/identificado;
  6. Monitorizar e controlar o plano de ação;
  7. Identificar pontos de melhoria contínua.

O curso de Coaching para o Desenvolvimento de Equipas do CECOA, a realizar já no próximo dia 15 de abril, em Lisboa, aposta em metodologias práticas, ativas e participativas onde os líderes podem refletir e aplicar os conceitos abordados melhorando não só a gestão das suas equipas como também a capacidade de se gerirem a si próprios. Isto é, o líder consegue, à medida que trabalha o sucesso da sua equipa, aumentar o conhecimento de si mesmo, das suas emoções e das emoções dos seus colaboradores e de que forma estes poderão estar a condicionar o sucesso global da equipa.

Por: Teresa Marta, formadora e coach de equipas e executivos | fundadora da Academia da Coragem | formadora do CECOA

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – janeiro/fevereiro n.º 177

    O mercado de trabalho, hoje em dia, é global, instável e acelerado, o que exige aos profissionais de todos os setores uma preocupação constante com o desenvolvimento das suas competências, numa lógica de aprendizagem ao longo da vida. No contexto de revolução digital que atravessamos, os Recursos Humanos e a sua formação assumem-se, também, como…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv