2
Consultoria, Opinião online, Tecnologias de Informação

Ser ou não ser digital?

Se William Shakespeare escrevesse hoje Hamlet, talvez Hamlet dissesse: “Ser ou não Ser Digital? Esta é a questão!”. Vivemos num ambiente de tantas transformações e cada vez mais rápidas que acompanhá-las será o grande desafio do ser humano neste nosso mundo atual.
Pode ser que a sua questão não seja “ser ou não ser digital”, porque talvez o nosso Hamlet atual saiba mais de digitalização do que nós, simples mortais, não idealizados por Shakespeare. Talvez a sua questão seja: “O que é ser digital?”.
E é sobre isto que quero escrever, pois muito se fala em digitalização e pouco há sobre dicas de como usufruir melhor deste mundo de oportunidades que esta nova era nos apresenta.
Vou tentar resumir tudo o que li e aprendi com uma receita simples: ser digital é estar conectado a diversas redes e aproveitar o melhor delas, conseguindo imprimir uma marca relevante com significado e lembrada por todos. Além disto, só a digitalização, neste novo cenário, pode oferecer a possibilidade de se fazer correlações significativas para os negócios, pois através de correlações das informações existentes será possível identificar tendências, novos mercados e direcionamentos relevantes.
Enquanto indivíduo, primeiro deve identificar que mensagem quer passar para as pessoas com quem se relaciona. Esta é a etapa mais importante, pois não há digitalização que faça isto por si. O que o meio digital propicia é fazer com que esta mensagem seja passada exponencialmente para a(s) sua(s) rede(s). Este passo é importante para tudo na sua vida pessoal e profissional. Todos nós deveríamos ter clareza das mensagens que passamos e para onde elas nos direcionam.
Logo em seguida vem a segunda etapa, totalmente ligada à digitalização, que será identificar o que se quer tirar de cada rede social em que estamos envolvidos. No momento seguinte, determinar com quem devemos falar e que rede social utilizar. E, só então, pensar nos conteúdos que utilizaremos nos diversos canais que as redes sociais nos oferecem.
Ainda não acabou, não. A última etapa é a da reflexão. Será preciso pensar como se tem comunicado com a sua rede e se precisa de fazer algum ajuste nestes comunicados.
Se não estiver a interagir com a sua rede, se precisa de fazer algum ajuste nos conteúdos ou mesmo não está nos canais adequados das redes sociais, não desanime. É hora de começar a ser digital e não ter mais conflitos de ser ou não ser. Não é um bicho de sete cabeças, só há necessidade de planeamento e de ação!

Por: Irene Azevedoh, diretora de Transição de Carreira e Gestão da Mudança da consultora Lee Hecht Harrison

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Aprender Magazine

  • Captura de ecrã 2017-10-11, às 01.21.50 Aprender Magazine – Diretório de Empresas de Formação

    Considerando que o mundo profissional está, hoje em dia, em constante mudança, é fundamental que os recém-diplomados e profissionais de todos os setores desenvolvam continuamente as suas competências, numa lógica de aprendizagem ao longo da vida. Num mundo global fortemente concorrencial…

Revista Pessoal

  • Capa Pessoal Revista Pessoal – setembro/outubro nº 169

    Na edição mais recente da revista Pessoal damos destaque ao 50.º Encontro Nacional da APG – Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas, que se realiza já no próximo dia 16 de novembro, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. “Back to People: A Rutura de Paradigmas na Gestão das Pessoas” é o tema central do evento que ganha especial…

Sondagem/Quiz RH

Liderança e Amor terão alguma coisa em comum?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Colecção Find Out

RHtv