Compensações e Benefícios, Consultoria

A recriação dos pacotes de benefícios através da tecnologia

Vivemos num mundo em grande transformação, cujo denominador comum é a tecnologia, mas cuja difusão atinge a forma tradicional de atuação dos indivíduos e das organizações.
O papel dos Recursos Humanos é crucial neste processo, pois precisa de estar na vanguarda da mudança para conseguir resolver, entre outros desafios, a equação com três variáveis: mobilidade, atração e retenção de talentos, motivação. Apesar de não ser totalmente linear, um pacote de benefícios flexíveis, uma clara tendência da atualidade, faz parte desta solução.
Vejamos: num mundo global com novas formas de trabalho, a mobilidade hoje existente necessita de ser facilitada por plataformas online para gestão das escolhas de benefícios. Essas plataformas precisam de operar em sistemas de última geração, que se adaptem automaticamente ao dispositivo que o utilizador estiver a utilizar (PC, tablet ou smartphone) e que permitam efetuar as suas escolhas em qualquer lugar, em qualquer hora, com garantia de segurança e facilidade de utilização. Por outro lado, desejavelmente, essas plataformas devem poder ser utilizadas em vários países, com base numa política de RH comum à organização, mas permitindo também ajustes decorrentes da legislação e das práticas de mercado de cada país.
Todavia, apesar de estarmos num mundo cada vez mais global, cada vez mais assistimos a uma maior personalização. O pacote de benefícios não é exceção. Cada colaborador está num determinado momento de vida, tem as suas características e gostos, por isso é necessário recriar pacotes de benefícios que gerem valor organizacional e social, permitindo aos colaboradores a possibilidade de escolha e canalização de valor para os benefícios que mais valorizam. As organizações que promovem a flexibilização dos benefícios sabem que este diferencial permite uma maior valorização do pacote retributivo e, consequentemente, asseguram uma maior atração e retenção de talentos.
Associando-se a este processo, novos softwares e ferramentas digitais que permitam um processo de gestão administrativa simples, atempado e preciso, com integração e troca de informação entre os diversos prestadores e a empresa, é ainda possível através de análises às escolhas, conhecendo melhor o perfil dos colaboradores, as suas preferências, viabilizando uma segmentação que permita fazer comunicações mais dirigidas, com o objetivo de demonstrar aos colaboradores um maior reconhecimento de valor, trabalhando, assim, a motivação e o envolvimento dos mesmos.
Em suma, as empresas que flexibilizam os benefícios através da tecnologia estão envolvidas em atingir os seus objetivos, através do seu Capital Humano, facilitando a mobilidade, potenciando a motivação e o empowerment do colaborador e gerando um ciclo de impactos positivos, que trazem retorno à empresa.

Notícias Tema CentralPor: Ana Amado, consultora sénior da Willis Towers Watson

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – janeiro/fevereiro n.º 177

    O mercado de trabalho, hoje em dia, é global, instável e acelerado, o que exige aos profissionais de todos os setores uma preocupação constante com o desenvolvimento das suas competências, numa lógica de aprendizagem ao longo da vida. No contexto de revolução digital que atravessamos, os Recursos Humanos e a sua formação assumem-se, também, como…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv