Medir e Certificar

Certificação de Entidades Familiarmente Responsáveis (efr)

São já muitas as organizações que obtiveram a certificação efr, ou seja, empresas familiarmente responsáveis. Em Espanha são já duzentas, e em Portugal, apesar de termos apenas sete empresas com a referida certificação, o interesse neste tipo de certificação tem vindo a aumentar.

Leonor Centeno, Social Responsability manager da SGS ICS respondeu a algumas questões para ficarmos a conhecer um pouco melhor este tipo de certificação.

Quais os requisitos que as empresas deverão cumprir para obterem a certificação?
Para implementar o modelo efr em médias e grandes Organizações (norma efr 1000-1) é necessário fazer uma gestão integrada, equilibrada e coerente dos nove requisitos que compõem o modelo:
1. Definição e orientação estratégica;
2. Medidas efr;
3. Objetivos de melhoria;
4. Suportes;
5. Comunicação interna;
6. Formação e sensibilização;
7. Acompanhamento e medição;
8. Auditoria interna;
9. Autoavaliação.

À semelhança de outros Sistemas de Gestão, o modelo efr baseia-se na metodologia de melhoria contínua, conhecida como Plan-Do-Check-Act (PDCA). O modelo efr está orientado para a obtenção de resultados e, por isso, a monitorização e medição dos indicadores, objetivos e medidas estabelecidos pela Organização é fundamental para conhecer o impacto da implementação do modelo efr em toda a Organização e a necessidade de efetuar ajustes e alterações de forma a ir ao encontro dos resultados desejados.
Para pequenas Organizações, aplica-se a norma efr 1000-2, que é semelhante à norma efr 1000-1, contudo mais alinhada com as pequenas Organizações, no que concerne à sua realidade, estrutura e necessidades.

Como é feita a medição, para a sua atribuição?
A certificação do modelo de gestão efr contempla uma auditoria de concessão e duas auditorias anuais de acompanhamento, para médias e grandes Organizações.
A auditoria de concessão compreende uma análise documental e entrevistas a colaboradores.
As auditorias de acompanhamento têm uma duração inferior à auditoria de concessão da certificação e têm como objetivos: verificar que o sistema de gestão implementado mantém a conformidade com os requisitos da norma efr e com a legislação aplicável, e verificar a melhoria contínua do modelo efr implementado. Findo o ciclo de três anos, a certificação é renovável por igual período.
Para pequenas Organizações, a certificação efr contempla uma auditoria de concessão e uma avaliação anual do relatório de progresso elaborado pela empresa.
A auditoria de concessão engloba uma análise documental e entrevistas a colaboradores. A auditoria de acompanhamento consiste na avaliação em escritório do relatório de progresso enviado pela Organização. Findo o ciclo de dois anos, a certificação é renovável por igual período.

Qual a importância deste tipo de certificação para as empresas?
A certificação efr contribui para a estratégia de Responsabilidade Social Corporativa, tendo impacto nos colaboradores, nos clientes e na comunidade.
Através da certificação em conciliação e igualdade, as empresas evidenciam o seu comprometimento com o bem-estar, a saúde e qualidade de vida dos colaboradores e suas famílias, o que consequentemente conduz à melhoria de indicadores, tais como o clima laboral, o absentismo, a igualdade de oportunidades e a retenção de talentos e aumenta significativamente a produtividade das empresas.
Nesta época de crise, de desemprego e de emprego precário, esta é uma atitude que diferencia as empresas no setor onde atuam, e os portugueses estão cada vez mais sensíveis a isso.
A certificação empresa familiarmente responsável efr é apenas a consequência natural de uma cultura própria das empresas, de preocupação e responsabilidade social interna e externa.

Qual tem sido a recetividade das empresas? 
Um grande número de Organizações contacta a SGS ICS de modo a obter informação sobre esta certificação. Tratam-se de Organizações que possuem boas práticas no âmbito da responsabilidade familiar e pessoal e necessitam apenas de uma ferramenta que oriente a gestão de Recursos Humanos na agregação e monitorização das medidas de conciliação já implementadas na sua empresa.
Várias empresas têm demonstrado interesse em certificar o seu sistema de gestão segundo este referencial, estando neste momento em fase de implementação, algo que, embora não seja nada complexo, exige tempo e dedicação.
Empresas efr certificadas pela SGS ICS: Banco Santander Totta, S.A.; EDP – Energias de Portugal, S.A.; Baxter Médico-Farmacêutica, Lda; Associação Dianova Portugal, IPSS.

Figura 1. Ciclo de Melhoria Contínua PDCA no âmbito do Modelo efr (efr 1000-1 Ed.4).

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – novembro/dezembro n.º 176

    Como já vem sendo hábito, a última revista Pessoal do ano é especialmente dedicada aos gestores e aos líderes que têm como prioridade máxima o seu recurso mais valioso: as pessoas. Atualmente, a maior parte das organizações estão preparadas para antecipar as mudanças que ocorrem no mercado de trabalho, mas estas acontecem a uma velocidade…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv