1
SST & Healthcare

Quatro razões para não perder peso (e como contorná-las)

Se já tentou perder peso, sabe que não há atalhos – pelo menos não se quiser perdê-lo de vez. Come bem e faz exercício, mas os números na balança não passam do mesmo. Não se deixe desmoralizar – perceber por que a perda de peso é tão difícil pode ajudá-lo a deixar de se martirizar pelos retrocessos e mudar a sua atitude para combater esses quilinhos a mais.

1 – Alimenta-se bem durante o dia, mas ataca o frigorífico à noite

Acorda, faz exercício, desfruta de um pequeno-almoço e almoço saudáveis sem ter qualquer desejo por comida rápida… e depois cai a noite. O dia de trabalho terminou e a descontração toma conta de nós, levando-nos a ceder à tentação de comer um snack temporariamente reconfortante, mas que nos fará sentir culpados mais tarde. Comer muito perto da hora de deitar pode aumentar os níveis de açúcar e insulina no sangue, tornando mais difícil a queima de gordura. É uma armadilha comum e a única forma de escapar é treinar a mente para comer apenas para fins de nutrição, e não pelo sabor.
Como ultrapassar: Se vai comer algo que não está incluído no plano da dieta, aprecie com prazer uma pequena porção – por exemplo, um quadrado de chocolate, e depois recorra a algo mais nutritivo para saciar a fome pelo menos três horas antes de ir dormir.

2 – Está confiante na força de vontade

Se está dependente da sua força de vontade para o ajudar a perder peso, irá encontrar alguns obstáculos. Pode assistir a todos os vídeos motivacionais que quiser, comer de forma saudável durante semanas… e depois deliciar-se com uma pizza calórica e culpabilizar-se por um momento de falha na força de vontade.
Como ultrapassar: Ao invés de acumular energia negativa e o stress de repetir a si mesmo “não comas a pizza”, concentre-se no que pode comer. Tire o foco da “comida má” e pense noutro prazer – ler, ouvir música, nadar, yoga, ou mesmo uma caminhada podem ajudar a distrair a mente.

3 – Está em stress

Todos sabemos que o stress é mau para a saúde. Causa dores de cabeça, problemas digestivos, tensão muscular, insónias, depressão e ansiedade. Mas demasiado cortisol (a hormona do stress) também pode causar danos graves no metabolismo. Como? O cortisol dá indicação ao corpo de que deve reestabelecer os níveis de energia, aumentando o apetite e o desejo por alimentos salgados, doces e ricos em gordura para estimular o cérebro a produzir químicos que proporcionem prazer.
Como ultrapassar: Diminua os seus níveis de stress com exercício físico, sonos reparadores, meditação, mindfulness e tudo o mais que o faça feliz (exceto doces) – vai ver que será muito mais fácil perder peso sem todo esse cortisol descontrolado.

4 – A sua vida social e ambiente

Não pode controlar o que o rodeia. Colegas de trabalho que trazem bolinhos caseiros, almoços em restaurantes com menus ridiculamente tentadores, ou quando o seu melhor amigo lhe faz a irresistível oferta de um copo de vinho – é tão fácil ceder.
Como ultrapassar: Em casa, está em controlo total. Faça uma “limpeza” à despensa e livre-se de tudo o que o possa tentar, prepare um cantinho da casa para os exercícios diários e coloque uma taça de fruta fresca na sala de jantar. Se fizer tudo o que está ao seu alcance em casa para levar avante a perda de peso, talvez até possa vir a aceitar aquele copo de vinho tinto na casa do seu amigo.

Holmes Place Internacional

Artigo publicado em holmesplace.pt

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Caderno Especial

  • Captura de ecrã 2017-08-11, às 12 Caderno Especial – junho 2017

    No Caderno Especial de julho, para além das habituais notícias sobre o Ensino Superior, dedicamos um painel de debate à temática “Formação de Adultos e Mercado de Trabalho”, onde colocamos algumas questões a várias universidades sobre o que tem sido feito no âmbito da dicotomia “Oferta Formativa e Empregabilidade”. A não perder também o artigo…

Revista Pessoal

  • Capa Pessoal Revista Pessoal – julho/agosto nº 168

    Na edição de julho/agosto da revista Pessoal, três temáticas ocupam o cerne do debate. No dossier dedicado à temática Wellness, analisamos a evolução do trabalho, que passou de uma base predominantemente de força física para a ação mental, exercida à secretária, ao volante ou na consola de uma máquina, e de que forma essa alteração despoletou…

Sondagem/Quiz RH

Liderança e Amor terão alguma coisa em comum?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Colecção Find Out

RHtv