Trabalho Temporário

A flexibilidade é sinónimo de otimização de custos

A flexibilidade é o ingrediente crucial na interação regular entre todas as forças envolvidas no mercado de trabalho, independentemente do clima económico. É um assunto estratégico para as empresas e, muitas vezes, desejável para os trabalhadores. Quando a oferta é escassa, assegura que as empresas tenham acesso aos empregados com as qualificações e habilitações certas. Quando as economias são desafiadoras, o trabalho temporário pode suportar os negócios, por exemplo, reposicionando as forças de trabalho existentes.
Com o acelerar dos ritmos de inovação de produtos e serviços, com o encurtar dos respetivos ciclos de produção e time-to-market, e com o aumento da volatilidade dos mercados alvo, as empresas procuram cada vez maior flexibilidade e rapidez de resposta da sua capacidade instalada, quer de produção, quer de prestação de serviços.
A flexibilidade é, cada vez mais, sinónimo de otimização de custos e capacidade de captação de oportunidades de negócio, em simultâneo. Sendo os Recursos Humanos um dos principais fatores da estrutura de custos das empresas, é natural que estas procurem, cada vez mais, formas de gestão mais flexível das suas equipas.
Apesar de existir ainda algum ceticismo em relação às novas formas de trabalho, hoje em dia, o trabalho temporário é, cada vez mais, visto com uma oportunidade de acesso ao emprego, sobretudo nas alturas em que este escasseia, e uma forma de adquirir experiência profissional, de modo a que se possam desenvolver capacidades atrativas para os empregadores.
Por outro lado, o trabalho temporário pode constituir uma porta de acesso a postos de trabalho permanentes e permite o enriquecimento e diversificação do currículo profissional, com a garantia das mesmas condições e direitos legais dos trabalhadores efetivos. Há mesmo quem projete a sua carreira através do trabalho temporário. Em alguns casos, o balanço entre a vida pessoal/profissional está a levar mais pessoas a optar por um part-time e contratos de trabalho temporário, em vez de um trabalho permanente a full-time.
A flexibilidade no mercado de trabalho é, hoje, um fator chave na criação de uma economia saudável e ágil, e a sua importância continuará, provavelmente, a crescer.

5Por: Anabela Basílio, diretora de agência na Kelly Services

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – novembro/dezembro n.º 176

    Como já vem sendo hábito, a última revista Pessoal do ano é especialmente dedicada aos gestores e aos líderes que têm como prioridade máxima o seu recurso mais valioso: as pessoas. Atualmente, a maior parte das organizações estão preparadas para antecipar as mudanças que ocorrem no mercado de trabalho, mas estas acontecem a uma velocidade…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv