Entrevistas

BUSINESS TRANSFORMATION SUMMIT RECEBE JEANNE MEISTER

Jeanne Meister é presença já confirmada na 3.ª edição da Business Transformation Summit, da Cegoc. A profissional reconhecida a nível internacional na área dos Recursos Humanos vem a Portugal para explorar o universo “Employee Experience Transformation”. Em entrevista ao Rhonline, Meister revela alguns dos temas que vai abordar no evento,que está marcado para o dia 9 de outubro, no Centro de Congressos de Lisboa.

RHonline (RH): Quais são os desafios que as organizações e os profissionais enfrentam no futuro próximo? E como é que se devem prepara para isso ?

Jeanne Meister (JM): Sem dúvida, a inteligência artificial – especialmente a aprendizagem é a  máquina – é a tecnologia mais disruptiva que afeta os RH. A maneira como todos nós trabalhamos vai mudar, independentemente da nossa função. A McKinsey estima que cerca de um terço das atividades da maioria dos trabalhos pode ser automatizado com inteligência artificial e isso inclui funções de RH.
Então, a pergunta é: o que as empresas, os indivíduos e os profissionais de RH estão a fazer para melhorar o nível de qualificação? Acredito que treinar os líderes de RH e aprendizagem em IA é tão importante que desenvolvemos um curso on-line: Using AI 4 HR to Enhance the Employee Experience. O curso baseia-se em como os líderes de RH e formação podem usar a inteligência artificial para melhorar e transformar a experiência de aprendizagem. O curso responde a uma série de perguntas importantes para profissionais de RH, como:

  • O que é IA e como pode melhorar a experiência do candidato e colaborador?
  • Quem são os fornecedores neste espaço? (criámos um Plano de Tecnologia de Inteligência Artificial dos principais fornecedores oferecendo soluções para RH usando inteligência artificial)
  • A IA pode prever quais os funcionários mais propensos a deixar a sua organização e o que pode fazer relativamente a isso?
  • Quais líderes de RH que estão a criar casos de utilização de IA para recursos humanos? (temos doze líderes de HR e Formação como professores on-line)

RH: É fundadora do “Future Workplace”, pode falar-nos um pouco sobre este projeto?

JM: Sim, o nosso curso on-line, Using AI 4 HR to Enhance the Employee Experience, foi desenvolvido com a participação de um conselho de assessores da GE, Corning, EY e Intel. Eles aconselharam-nos a encontrar líderes de RH que são pioneiros no uso de inteligência artificial para melhorar a experiência do colaborador. E foi isso que fizemos, fizemos pesquisas entre 600 líderes de RH na América do Norte e identificamos líderes de RH que estão a usar a inteligência artificial para transformar o recrutamento, diminuindo o tempo para encontrar os melhores talentos. Por exemplo, num artigo que escrevi para a Forbes intitulado”How Using AI Creates an Enhanced Candidate and Employee Experience”. O chefe de recrutamento da Hilton Hotels compartilhou na cadeia de hotéis entrevistas em vídeo e uma caixa de chat no processo de recrutamento e alcançou uma melhoria de 40% nas taxas de recrutamento através de entrevistas. Há muitos outros exemplos no nosso curso on-line, desde os líderes de Recruiting Learning e New Hire On Boarding, onde o uso de inteligência artificial cria uma experiência mais personalizada para candidatos e colaboradores.

RH: Foi considerada uma das “top 50 influencers” em recursos humanos corporativos e recrutamento pelo site de recrutamento ‘Glassdoor’, como se sente com essa distinção?

JM: Tenho a honra de ser considerada um dos top 50 influencers em RH corporativo. Eu gasto o meu tempo a pesquisar e escrever sobre o que vem a seguir em RH e como os líderes em RH podem preparar-se a si mesmos e às suas equipes com novas competências e propor novos programas para ajudar as suas organizações no futuro do trabalho. Por exemplo, estou a trabalhar com líderes de RH agora nos EUA, aconselhando-os a desenvolver uma ligação muito maior dentro da organização com o seu diretor de marketing, chefe de mercado imobiliário e chefe de TI para desenvolver uma visão partilhada de como trabalhar juntos para criar uma visão holística do futuro do trabalho.

RH: Já ajudou a preparar algumas empresas para o futuro, estudou alguma empresa portuguesa?

JM: Espero encontrar muitos chefes de RH e líderes de negócios na Business Transformation Summit para começar a desenvolver a minha prática de preparar organizações para a futura força de trabalho e local de trabalho.

RH: Pode antecipar alguns dos temas que serão apresentados na BTS em Portugal?

JM: Discutirei vários temas na minha palestra na Business Transformation Summit e três deles incluem: A Experiência do Colaborador é o Futuro do Trabalho: Há muitas definições de experiência do colaborador e durante a minha palestra compartilharei com profundidade a minha definição, que é: “A experiência do colaborador é a soma de todas as experiências que os colaboradores têm com o seu empregador ao longo da duração do seu relacionamento desde o processo de recrutamento, passando pela integração ao desenvolvimento e coaching e, finalmente, saindo da organização e tornando-se um alumnus da sua organização”.
Partilharei os meus cinco princípios de criar uma experiência atraente para o colaborador e porquê e como as empresas que estão nesta jornada conseguirão atrair e reter os principais talentos e impactar positivamente os resultados de compromisso dos funcionários.
Prepare-se para os Millennials como Líderes:  A nossa força de trabalho global em 2030 será predominantemente da era do milénio, mas as empresas estão a preparar os Millennials para assumir posições de liderança? Vou partilhar o que algumas empresas estão a fazer para melhorar e desenvolver os Millennials preparando-os para assumir papéis de liderança muito mais cedo do que aconteceu com as gerações anteriores.
Inteligência Artificial e Automação: Esta é uma das maiores tendências para as quais os líderes de negócios precisam preparar-se. A inteligência artificial tornou-se omnipresente nos média, mas não é verdadeiramente compreendida pelos líderes. Na verdade, uma pesquisa com 3000 líderes empresariais da McKinsey descobriu que 41% admitem que não implementaram inteligência artificial porque não sabem como ela pode ajudar a sua organização. Vou rever e detalhar casos de uso corporativo de inteligência artificial que estão a alcançar excelentes resultados ao nível dos negócios.

Leia as colunas da Jeanne na Forbes em: http://blogs.forbes.com/jeannemeister/

 Por: Joana Madeira Alves, Jornalista Tema Central

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • Revista Pessoal – setembro/outubro n.º 175

    O tema de capa da mais recente edição da revista Pessoal dá conta de uma trilogia de peso na gestão de pessoas: apps, gaming e data. As práticas de gestão de Recursos Humanos desenvolvem-se em contextos onde ferramentas como gamification, data analytics e people management apps podem ser usadas para reforçar e gerir as competências…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv