Notícias

PRÉMIO NOBEL DA ECONOMIA ESTREIA-SE NA PORTO BUSINESS SCHOOL

Richard Thaler, “pai” da Economia Comportamental e autor das obras “Comportamento Inadequado” e “Nudge – Um Pequeno Empurrão”, é um dos oradores convidados para o 1.º dia da conferência anual da Porto Business School

Richard H. Thaler, um dos primeiros investigadores a unir a Economia à Psicologia e a tentar perceber como o comportamento humano, por vezes, se desvia dos modelos económicos teóricos – investigação que lhe valeu o Prémio Nobel da Economia, em 2017 – é um dos oradores convidados para a conferência anual da Porto Business School – The Vertex –, a decorrer nos dias 17 e 18 de setembro, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

Professor da Universidade de Chicago, distinguido pela Academia de Ciências Sueca por entender a “psicologia da Economia”, Thaler tem dedicado a carreira ao estudo da psicologia económica e financeira, desafiando a teoria clássica da economia, que pressupõe que as pessoas são racionais e tomam decisões ponderadas.

Thaler, um dos responsáveis pela criação do conceito de Economia Comportamental, defende que “os agentes económicos são humanos e os modelos económicos têm de incorporar isso”, explicando que os agentes centrais da Economia são seres humanos, propensos a erros e a decisões irracionais, que, por vezes, não fazem sentido numa análise puramente económica.

De acordo com a Academia de Ciências da Suécia, por altura da atribuição do Nobel da Economia, “as contribuições de Richard Thaler construíram uma ponte entre a análise económica e a análise psicológica, no processo de tomada de decisões a nível individual. As suas conclusões empíricas e teóricas têm sido cruciais para a criação da área da economia comportamental, que está em rápida expansão, e tiveram um impacto profundo em várias áreas da pesquisa e da política económica”, explica.

Ao incorporar pressupostos realistas do ponto de vista psicológico nas análises de processos de decisão económica e ao explorar as consequências da racionalidade limitada, as preferências sociais e a falta de autocontrolo, Richard Thaler mostrou como os traços humanos afetam sistematicamente decisões individuais e impactam os resultados económicos.

Para Thaler, as pessoas necessitam apenas de um “nudge” – um conceito que criou com Cass Sunstein, -, que designa um pequeno “empurrão” aos indivíduos, para que melhor compreendam o porquê de seguirem por determinadas escolhas. No aclamado “Nudge”, que rapidamente se tornou uma referência literária junto da crítica e do público, os autores fundamentam a possibilidade de criar ambientes propícios a tomadas de decisão mais facilitadas, em contextos distintos, partindo da compreensão de como as pessoas pensam e erram.

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Revista Pessoal

  • REVISTA PESSOAL – JULHO/ AGOSTO N.º 174

    Na economia digital e tecnológica da qual, obrigatoriamente, fazemos parte, e independentemente do tipo de funções e responsabilidades que desempenhamos, as chamadas soft skills – ou competências pessoais – constituem mecanismos fundamentais para melhorar o desempenho profissional em contexto de equipa e de mobilização para a ação, uma vez que falamos de competências que potenciam…

Aprender Magazine

  • APRENDER MAGAZINE – DIRETÓRIO DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO / 2018

    LEIA AQUI O mercado de trabalho está a fervilhar com novas oportunidades, que não estão, ainda, a ser completamente exploradas. Com o crescimento económico que se tem vindo a constatar no panorama empresarial do nosso país, a procura de mão-de-obra qualificada tem aumentado significativamente. Em alguns setores – com maior destaque para as Tecnologias da…

Livros

RHtv