417
Opinião online

Neurociência e Gestão

Faz vinte e dois anos que Damásio publicou o livro O Erro de Descartes e quebrou em termos científicos a ideia da separação entre corpo e mente. O conceito de emoção popularizou-se, valorizou-se, e nas diferentes áreas do conhecimento estudou-se o seu impacto. Aconteceu também na gestão e liderança onde Goleman foi pioneiro e criou o conceito de Inteligência Emocional. Ainda assim há quem resista, ainda se pensa que emoção é uma espécie de comportamento mal controlado e prefere-se falar de afeto, quando este é apenas uma tenda que alberga o sentimento que também resulta da emoção.
De repente a neurociência entrou na moda, no bom sentido, mas também porque as ciências quebraram os muros que as separavam e juntaram-se às engenharias, filosofias, artes, tecnologias e formaram uma nova holística do conhecimento. Foi aí que o cérebro deixou de ser uma caixa negra e se transformou num livro onde se começou a decifrar uma nova linguagem. Apareceu então muita coisa que contrariava uma parte do nosso pensamento e prática da gestão e liderança. Começou a perceber-se como o cérebro aprendia, como era e não era a motivação, tomada de decisão, relacionamentos, atos de criação e inovação. Até a dimensão do tempo ficou mais clara e percebemos que na nossa cabeça estava o passado nas memórias, o presente nas decisões e o futuro na principal função do cérebro que era prever e fazer simulações.
Ao refletir-se hoje sobre os avanços da neurociência reconhece-se que dois aspetos foram menos priorizados. O primeiro foi que se tinha estudado o cérebro de forma isolada e não o cérebro social. Alguém lembrou que metade de nós são os outros e que o nosso cérebro, para além de nutrientes, precisa de outros cérebros. Tudo porque estamos ligados pela sobrevivência, sucessão, juízos, confiança, comunicação, empatia, sentimentos. Também porque o cérebro não é um produto acabado, apenas a criatura que sai de um criador que é o nosso desempenho humano, vivências e experiências. Bill Gates dizia: “cuidem bem das redes de contactos onde se movimentam, porque é isso que nos molda”. Acontece porque o cérebro tem plasticidade e modifica-se nessas relações.
A segunda questão é que o cérebro relaciona-se com o corpo onde mora. Vinte e dois anos depois, Damásio, o neurocientista que nos tinha trazido a emoção, reposicionou-se a si próprio para dar o exemplo. Diz que já não é neurocientista, mas o contrário, um biologista interessado na mente e no cérebro. Quer dizer, passa a centrar-se no corpo para chegar ao cérebro.
Foi o que mais me impressionou no livro que acaba de lançar, A estranha ordem das coisas, onde fala da vida, sentimentos e culturas humanas. É importante para nós porquê? Porque eu acho que nos esquecemos do corpo das organizações, tão preocupados e dependentes que estávamos do cérebro dessas organizações, os administradores. Quando se fala da necessidade de sistemas disruptivos, temos aqui um bom exemplo. A gestão vai ter de fazer este, cuidar mais do corpo, porque é ele que leva a energia ao cérebro. Este cérebro é só mais um órgão que serve o corpo, a liderança serve como todos os outros órgãos e precisamos de redefinir o seu papel. Para além de servir, tem a tarefa de aprender, prever e acompanhar os erros de previsão.
As decisões têm hoje um grande inimigo que é o presente, a atração pelo agora, e nisso foi-se perdendo o processo de reflexão-avaliação-decisão. Há informação irrelevante a mais e pensamento visionário e ação a menos…

Por: Jorge Marques

Artigos Relacionados

Opinião Online

Find more about Weather in Lisboa, PO

Aprender Magazine

Revista Pessoal

  • Capa Pessoal REVISTA PESSOAL – NOVEMBRO/DEZEMBRO Nº 170

    Como já vem sendo hábito, a última revista Pessoal do ano é especialmente dedicada aos profissionais que desenvolvem as suas atividades na área da Gestão de Pessoas. Partindo do pressuposto que o futuro já chegou e que é, cada vez mais, uma realidade para os diversos ramos do setor, a edição Gold deste ano pergunta aos vários…

Sondagem/Quiz RH

Liderança e Amor terão alguma coisa em comum?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Colecção Find Out

RHtv