Uma das grandes questões que paira muitas vezes no ar, sobretudo quando vemos espalhadas pelas redes sociais apostas vencedoras de valores elevados, é a forma como as operadoras de jogo online conseguem fazer dinheiro.

A verdade, é que existem várias respostas possíveis para essa pergunta, sendo que algumas delas são claramente mais fáceis de entender do que outras.

Tanto as apostas desportivas com os casinos online geram, atualmente, números extremamente elevados em termos de receitas, sobretudo numa fase em que vemos esta indústria a progredir como nunca antes visto (apostando efeito econômico). Isto acontece por diferentes razões, sendo a principal causa o investimento feito por estas plataformas no mercado em Portugal, que acabou por captar uma vaga de novos jogadores, potenciando o número de registos nestas operadoras online.

Dinheiro e fichas

Outra das causas a solidez da relação entre estas operadoras e diferentes desportos, aqui tendo mais em consideração as apostas desportivas, já que cada vez vemos mais casas de apostas a patrocinar clubes e a assinar compromissos que acabam por dar-lhes maior notoriedade.

O facto de essas operadoras de apostas possuírem também casinos nas suas plataformas, abre ainda mais o leque de opções de entretenimento, fazendo com que o público-alvo seja muito maior e beneficiando assim destas duas secções na maioria dos sites.

Princípio básico das operadoras

Pode parecer um pouco contraproducente explicarmos o princípio básico das operadoras, sendo que o mesmo é óbvio é de fácil compreensão para qualquer pessoa.

As operadoras, sejam elas casas de apostas ou casinos online, têm como objetivo receber o dinheiro de um jogador através de uma aposta e tentar pagar o menos vezes possíveis esse investimento de volta. Simples, certo?

A arte destas diferentes operadoras está em fazer isto acontecer, já que nem sempre é fácil manter uma “vantagem” sobre apostadores mais experientes ou que, em alguns casos, sabem mais informações sobre um evento que a operadora em si.

No casino ao vivo, as suas decisões são tomadas na hora, sendo que poderá escolher quando e onde jogar, o tipo de investimento que deseja realizar, fazer usufruto dos bónus existentes nesse jogo e mesmo interagir com outras pessoas ou dealers em tempo real.

A verdade é que, em nenhum dos seus jogos online, as operadoras conseguem controlar o resultado de um determinado evento, porém, podem controlar quanto podem ganhar ou perder em determinada situação.

No que toca as apostas desportivas isto é ainda mais evidente, já que as mesmas produzem as suas próprias odds, o que, no final de contas, lhes confere a possibilidade de garantir algum lucro na maioria das situações.

Melhores valores para as linhas existentes

Uma das técnicas mais utilizadas pelas operadoras para colocar as odds das suas apostas a seu favor é a utilização de “juice”, um termo maioritariamente usado pelos ingleses.

O “juice” é, nada mais nada menos, que a margem que as operadoras podem retirar de todas as apostas realizadas, quer as mesmas sejam ganhas ou perdidas, garantindo assim um lucro independente do resultado.

Para melhor explicar esta técnica, utilizemos então o exemplo mais comum, o da moeda ao ar, já que a mesma tem duas probabilidades – cara ou coroa.

Tendo em consideração que a probabilidade de qualquer uma acontecer é de 50%, transformando este exercício mental em odds, teríamos odds de 2.00 para ambos os lados.

Assim sendo, imaginando que 100 pessoas apostavam em cara e outras 100 apostavam em coroa, o lucro existente para a plataforma seria nulo, neste caso.

Melhores valores para as linhas existentes

Porém, as plataformas encontraram uma forma de garantir lucro nas suas apostas, baixando as odds existentes para cada probabilidade para, por exemplo, 1.90.

Então, se tivéssemos o mesmo número de apostas em cada lado, mas desta vez com odds 1.90, a operadora iria lucrar sempre algo, os tais 0.10 que “sobram” entre as probabilidades. Pode não parecer, mas estes pequenos ajustes são o que me mais beneficia as casas de apostas, já que terá de pensar numa grande escala, onde existem milhões de apostas desta forma a serem realizadas todos os dias.

Compilação das melhores odds possíveis

Compilar as melhores odds possíveis também é uma das melhores formas para as operadoras ganharem dinheiro, sendo que este trabalho é realizado por Traders.

Estas pessoas têm como responsabilidade colocar odds à disposição nas plataformas , tendo em consideração o possível número de apostas e quanto dinheiro irão receber pelas mesmas, regulando então o “preço de mercado”.

É de enorme importância que quem compila estas odds tenha em consideração um enorme número de aspetos, sendo com objetivo principal prever qual o resultado mais provável, ao mesmo tempo, garantindo margem de lucro para a operadora.

Normalmente, estes Traders procuram estabelecer as odds para um evento já pensando numa margem de lucro pré-estabelecida, que apesar de não ser muito significativa, acabará por ser crucial em relação ao número de apostas recebidas.

Esta margem é calculada, considerando todos os possíveis resultados, para que, qualquer que seja o desenlace, a operadora beneficie sempre na sua receita.

Equilíbrio em qualquer mercado

Esta tentativa de manter um “equilíbrio em qualquer mercado” acaba por ser um jogo no que já é o jogo online, mas neste caso para as diferentes operadoras.

O objetivo das mesmas é manter um equilíbrio na sua margem, qualquer que seja o lado mais apostado pelos jogadores e, assim sendo, o que acontece muitas vezes, mesmo antes de o evento iniciar, é um ajuste das odds existentes para esse encontro.

Esse ajuste acontece não só pela necessidade de manter a balança equilibrada para todas as possibilidades, mas também porque as operadoras têm muito em consideração os valores apostados num “determinado lado”, sendo que não querem ficar a perder em nenhuma situação.

Equilibrar o mercado nem sempre é uma tarefa fácil, daí muitas vezes as operadoras usarem um “desequilíbrio aparente” para tentar que existam mais apostas num possível resultado, conseguindo assim mais “interesse” por parte dos apostadores nesse evento.

Gestão emocional e de banca dos apostadores

A verdade é que a maioria dos apostadores realiza esta atividade de forma recreativa, apostando aqui e ali, sem grande estratégia delineada, nem tendo em consideração os valores de investimento.

Este “descuido” por parte dos apostadores é, na maioria das vezes, uma enorme vantagem para as operadoras, sobretudo quando falamos do casino, em que existem muitos jogos onde a sorte é puramente a única condicionante.

Quando falamos da gestão de banca, esta é uma temática muitas vezes ignorada pelos apostadores, sendo que quem beneficia disso são os casinos, que acabam por ter muito mais jogadores perdedores a curto-prazo.

Ainda mais importante é a gestão emocional, já que a maioria das pessoas tem tendência em apostar mais após terem perdido uma mão, rodada, o que seja.

Essa procura desmesurada de recuperar as perdas que tiveram, na maioria das ocasiões, é completamente irrealista, sendo mais uma vantagem para operadoras.

Operadoras contam com lucro evidente

As operadoras têm em consideração muitos fatores na altura de colocar jogos à sua disposição e com determinados valores, por isso, engane-se se pensa que algo é ao acaso.

As margens de lucro serão sempre a grande prioridade destas plataformas, já que as mesmas se mantêm no ativo, sobretudo, se existir um maior fluxo de apostas realizadas.